Com gols de Jobson e Somália, Botafogo vence Atlético-GO e entra na zona da Libertadores

14 ago

Glorioso leva a melhor por 2 a 0 e termina o sábado na terceira posição

Somália mostrou que a camisa 10 não pesou no Serra Dourada (Crédito: Carlos Costa)

Mando de campo do Atético Goianiense e maioria da torcida para o Botafogo. De um lado, a busca pela vitória para sair da lanterna, enquanto do outro a mira nos três pontos era para chegar no grupo de classificação para a Libertadores de 2011. Prevaleceu a empolgação no confronto deste sábado, no Serra Dourada. Vitória do Glorioso por 2 a 0, noite no G4 do Brasileiro e terceira colocação com os gols de Somália e Jobson. Já o clube de Goiânia continua na última posição da competição.

Motivado e com 21 pontos, na próxima rodada o Alvinegro recebe em casa, no sábado, o Avaí. Já o Dragão, com 9, vai até o Rio Grande do Sul com a missão de encarar o Internacional, domingo, no Beira-Rio. Vale lembrar que há três rodadas o clube da Estrela Solitária estava na zona de rebaixamento.

PROMETIA SER MELHOR

Embalado pela sequência de três vitórias seguidas no Brasileirão, o Botafogo não sentiu a viagem para Goiânia, começou o jogo de igual para igual com o Atético Goianiense e teve a primeira iniciativa no ataque, com Jobson. O camisa 9 fez bonita jogada individual pela esquerda, driblou dois adversários e chutou para a defesa do goleiro Márcio. Com o susto, o Dragão equilibrou as ações no meio de campo e conseguiu conter o setor ofensivo alvinegro durante a primeira metade da etapa inicial.

Aos poucos o Rubro-Negro começou a tocar a bola, mas a marcação apertada do Glorioso a partir do próprio campo de frente não permitiu ao clube goiano criar efetivamente. Por sua vez, o Bota também não teve vida fácil na armação a maioria das subidas ofensivas foram feitas na base do talento de Maicosuel, que não se destacou ao ponto de desequilibrar a favor.

Jobson estava bem marcado, mas decidiu aparecer novamente aos 26 minutos, agora pela direita. Cruzamento após drible e bola na medida para Herrera, que cabeceou mal e mandou para fora. Daí até o término dos primeiros 45 minutos o Botafogo não teve chances claras de marcar, porém dominou as ações, beneficiado pelas falhas do clube de Goiânia nos passes.

ENTRADA NA AMÉRICA

Se para o Botafogo faltou chegar perto da meta antes do intervalo, a volta ao campo mostrou que a situação mudaria por completo no segundo tempo. Logo no minuto inicial, Alessandro serviu Somália pela direita e o lateral mostrou que é perito no canto. O camisa 2 achou Herrera livre na área, mas o argentino mandou rente à trave esquerda de Márcio.

Herrera estava em dívida, precisava retribuir Somália e o presente não demorou. Aos seis minutos, o atacante arrumou de peito para Somália, que bateu forte no canto esquerdo do goleiro e correu para o abraço. Faro de artilheiro apurado para quem atua como volante, apesar de vestir a camisa 10.

A resposta do Atético Goianiense foi avançar, mas inevitavelmente os espaços surgiram. A pelota até chegou a entrar aos 21, mas o lance teve impedimento marcado corretamente após Antônio Carlos tocar em bola desviada por Edno, que tinha o endereço da rede. Cinco minutos depois, Márcio fez grande defesa em chute de Edno, que recebeu belo lançamento de Jobson.

Mas o tempo era mesmo alvinegro e o minuto 37 mostrou isso. Maicosuel justificou o apelido de Mago e serviu Jobson com primor. De frente para Márcio, o camisa 9 conseguiu o drible e só teve o trabalho de empurar para a festa. Comemoração com dancinha, seis jogos de invencibilidade e sonho de voos maiores no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO GOIANIENSE 0 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/hora: 14/8/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Autemir Hausmann (Fifa-RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Renda/público: R$ 236.805,00 / 9.433 pagantes
Cartões amarelos: Daniel Marques (AGO); Alessandro, Marcelo Mattos (BOT)
GOLS: Somália, 6’/2ºT (0-1); Jobson, 37’/2ºT (0-2)

ATLÉTICO GOIANIENSE: Márcio, Victor Ferraz, Welton Felipe, Daniel Marques e Thiago Feltri (Chiquinho, 20’/2ºT); Pituca, Ramalho, Anailson (Pedro Paulo, 15’/2ºT) e William (Marcão, intervalo); Carlinhos Bala e Rodrigo Tiuí. Técnico: René Simões.

BOTAFOGO: Jefferson, Leandro Guerreiro, Antônio Carlos e Fábio Ferreira; Alessandro, Somália (Fahel, 34’/2ºT), Marcelo Mattos (Caio, 27’/2ºT), Maicosuel e Marcelo Cordeiro; Jobson e Herrera (Edno, 10’/2ºT). Técnico: Joel Santana.

Fonte: LANCENET.COM.BR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: