Arquivo | agosto, 2012

Com gol de Seedorf, Botafogo bate Sport por 2 a 0 no Engenhão

15 ago

15.08.12 às 23h41 > Atualizado em 16.08.12 às 00h05

Rio – Alvinegro derrota Sport por 2 a 0 em partida realizada no Engenhão e volta ao caminho das vitórias em seus estádio. A partida entre Botafogo e Sport começou em ritmo lento, tanto que a primeira chance de gol aconteceu apenas aos 27 minutos. Renato fez cruzamento, Magrão afastou mal e Andrezinho quase fez o primeiro gol do jogo. O lance do Botafogo gerou uma reação do Sport no minuto seguinte. Hugo arrancou com a bola e disparou bom chute, que assustou Jefferson. No entanto, no primeiro tempo, fora as únicas oportunidades criadas pelas equipes.

Seedorf marcou na vitória do Botafogo | Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

As segunda etapa começou melhor. Logo aos 3 minutos, o Botafogo quase fez o primeiro. Cicinho entrou em boas condições e finalizou para boa defesa de Magrão. Aos 8 minutos, o Sport respondeu. Felipe Azevedo recebeu e ficou cara a cara com Jefferson, o goleiro do Botafogo conseguiu fazer bela defesa, após a finalização do jogador do time pernambucano.

 Apesar de não conseguir criar muitas oportunidades, o Botafogo chegou ao seu gol. Aos 21 minutos, Rafael Marques fez bola jogada pela direita e serviu Elkeson, que bateu firme abrindo o placar para o Alvinegro. Dez minutos depois, o Botafogo ampliou. Rivaldo saiu jogando errado, Seedorf recuperou a bola e bateu para o gol, Magrão falhou e o holandês comemorou seu segundo gol com a camisa do Botafogo.

No final do jogo, o Botafogo administrou a partida e não correu riscos, segurando o resultado até o final do jogo.

Atlético-GO 1 x 2 Botafogo

4 ago

Seedorf brilha e Fogão vence de virada no Serra Dourada

Seedorf marcou um golaço de falta (Crédito: AGIF)
Seedorf marcou um golaço de falta (Crédito: AGIF)

Com direito a golaço e bela exibição de Seedorf, o Botafogo virou para cima do Atlético-GO e venceu por 2 a 1 no Serra Dourada, pela 14° rodada do Brasileiro. Fellype Gabriel marcou o outro gol alvinegro na partida. 

Na próxima quarta-feira, o Glorioso volta a encarar o Palmeiras, agora pela 15° jornada do Brasileiro. A partida está marcada para as 21h50, no Stadium Rio. 

O confronto no Serra Dourada começou marcado pelo equilíbrio. O Botafogo tinha maior posse de bola, mas só aos 12 minutos finalizou com mais perigo. No lance, Seedorf ganhou na categoria de três jogadores adversários no meio-campo e lançou Elkeson já na entrada da área. O atacante dominou e arriscou a batida, mas o arremate saiu sem direção. 

Jogando mais centralizado no meio-campo alvinegro, Seedorf distribuía lançamentos de qualidade aos companheiros. Aos 20, foi a vez de Andrezinho ser acionado pelo holandês, mas o meia acabou abafado pelo goleiro Márcio, que saiu bem do gol. 

Surpreendentemente, no entanto, o Atlético-GO começou a crescer na partida. Perigoso, o time ameaçava, mas abriria o placar em um claro erro da arbitragem. Aos 26 minutos, Fábio Ferreira tocou somente na bola ao desarmar o adversário dentro da área, mas o juiz Nielson Nogueira Dias viu pênalti. Na cobrança do goleiro Márcio, Jefferson chegou a tocar na bola, mas não impediu o gol. 

Atrás no placar, o Botafogo lutava pela recuperação. Aos 37, Lennon cruzou, Elkeson dominou na entrada da área, girou e bateu, mas a bola saiu à direita da meta de Márcio. Nos minutos finais da primeira etapa, o Glorioso até que tentou aumentar o ritmo, mas foi para o intervalo ainda em desvantagem. 

Mais dinâmico, o time alvinegro voltou melhor para o segundo tempo. Apesar da vantagem no marcador, o Atlético-GO tinha muitas dificuldades para sair do campo defensivo. 

O tempo passava e guardava um toque especial para o gol de empate alvinegro. O toque de Seedorf, que bateu falta com extrema categoria e deixou tudo igual no Serra Dourada. 

O gol do holandês abriu caminho para a reação alvinegra. Com muita luta, o Glorioso corria atrás da virada até os 29 minutos, quando Fábio Ferreira levantou a bola na área e deu início a uma verdadeira batalha perto da meta de Márcio. Fellype Gabriel começou a disputa cabeceando e forçando grande defesa de Márcio. No rebote, Antônio Carlos brigou, o zagueiro afastou e a bola sobrou novamente na cabeça de Fellype, que desta vez foi preciso e mandou ela para o fundo da rede. 

Com autoridade, o Botafogo administrou a vitória até consolidar a boa vitória fora de casa. Nos minutos finais, o Atlético-GO ainda tento uma pressão, mas sem sucesso.

BOTAFOGO: Jefferson, Lennon (Gabriel), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Jadson, Renato, Seedorf (Brinner) e Andrezinho; Elkeson e Rafael Marques (Fellype Gabriel). 
Treinador: Oswaldo de Oliveira. 

Rodrigo Paradella

%d blogueiros gostam disto: